REVISTA INTERCONTINENTAL DE GESTÃO DESPORTIVA-RIGD, Vol. 12, No 2 (2022)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

FATORES QUE DETERMINAM A ADESÃO AO ATLETISMO: UM ESTUDO COMPARATIVO ENTRE BRASIL, PORTUGAL E ESPANHA (DOI - https://doi.org/10.51995/2237-3373.v12i2e110038)

Jallyson Jader Monteiro de Araujo, Alan de Carvalho Dias Ferreira, Juliana Carla Mendes de Melo, Celina Raquel Nunes Gonçalves

Resumo


Introdução: a adesão ao desporto pode decorrer por várias razões. Neste sentido, parece fundamental que a prática desportiva esteja de acordo com as necessidades e desejos dos praticantes, para que a oferta da modalidade corresponda às suas expectativas. A compreensão do consumidor em conjunto com a análise do serviço, prática de atletismo, com foco no público-alvo, pode ajudar a identificar determinantes que promovam maior adesão de praticantes. Objetivos: analisar os fatores que determinam a escolha do atletismo, entre os responsáveis educacionais, de crianças com idade entre 5 e 10 anos no Brasil, em Espanha e em Portugal. Especificamente, comparar as respostas dos responsáveis educacionais de cada país e, identificar quais os determinantes que mais contribuem para a adesão à prática do atletismo. Método: num estudo quali-quantitativo, foram utilizadas duas amostras: a primeira, clubes do Brasil, da Espanha e de Portugal, nos quais foram utilizadas técnicas de pesquisa de campo em observações das aulas e da estrutura de funcionamento; e, a segunda, composta por 52 responsáveis educacionais das crianças que responderam a um questionário. Para o tratamento e análise dos dados foi realizada análise dos conteúdos registados nas observações, além de técnicas da estatística descritiva, por meio do software SPSS (versão 25), para análise dos dados dos questionários. Resultados: foram encontradas diferenças significativas entre os fatores que determinam a adesão ao atletismo entre Brasil, em Portugal e na Espanha. Os determinantes mais importantes para a adesão ao atletismo são os aspectos relacionados com a aceitação da família sobre a prática esportiva da criança, enquanto, os fatores que menos interferem na adesão são os que estão relacionados com a formação do atleta, isto é, aqueles relacionados ao potencial para se tornarem atletas. Conclusões: Os resultados apontam que a principal orientação nos clubes observados é a formação de atletas, com foco no desempenho das crianças. Entretanto, os objetivos dos responsáveis educacionais estão maioritariamente conectados com a dimensão “Fatores Pessoais”. Estes achados indicam discordância entre a oferta da prática do atletismo pelos clubes e os objetivos dos responsáveis educacionais para que as crianças pratiquem atletismo, o que pode acarretar baixa adesão à modalidade. Estes resultados colaboram ainda com a identificação de determinantes para modelos de negócios desportivos que envolvem a prática de atletismo, com o objetivo de aumentar a adesão desta modalidade, além de demonstrar a importância da constante adequação dos clubes às exigências do mercado. 

Texto Completo: PDF

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0.


 
Convênio da Prefeitura de SJB com universidades - PMSJB